Siga-nos em

Sem categoria

Venda de máscaras explode por conta do Coronavírus

Publicado

em

Venda de máscaras explode por conta do Coronavírus

Quem está preocupado com o novo coronavírus (Covid-19) e pretende adotar medidas de prevenção, poderá enfrentar alguns problemas, como a dificuldade para encontrar máscaras para comprar. Com isso, muitas pessoas acabam tentando fazer essas compras na internet e, mesmo assim, em alguns lugares o estoque já está esgotado. De acordo com o portal REVIEWBOX, especializado em Guias de Compra, o número de vendas de máscaras pela internet cresceu mais de 300% nas últimas semanas, desde a confirmação da chegada do vírus ao Brasil. Estes dados mostram, ao mesmo tempo, o desespero da população com a nova doença e também a vontade de se prevenir desde já. Aqui no Brasil, há locais onde o preço das máscaras já subiu mais de 500% em relação ao praticado antes da existência do vírus. Em outros países, o nível de desespero da população em busca das máscaras é ainda maior. Na cidade francesa de Marselha, cerca de duas mil máscaras foram roubadas de um hospital. É importante ressaltar que, mesmo que o Coronavírus já seja considerado pela Organização Mundial da Saúde uma pandemia mundial, não há motivo para tanto. De acordo com especialistas, o uso de máscaras só é recomendado para pessoas que já foram diagnosticadas com a doença. Caso contrário, o uso do item não é tão efetivo. Inclusive, a recomendação da Organização Mundial da Saúde é que elas sejam usadas apenas pelos detentores do Covid-19 e pelos médicos e enfermeiros. Por conta disso, o equivalente ao Ministro da Saúde americano, Jerome Adams, fez um apelo para que a população parasse de comprar máscaras, já que isso causa o risco de provocar falta do item para as pessoas que realmente precisam: os pacientes com Coronavirus e os profissionais da área da saúde que trabalham no tratamento.

Outros produtos também sofrem com falta de estoque e alta nos preços

Não são só as máscaras que vêm tendo procura intensificada pela crise gerada pelo Covid-19. O álcool em gel, produto de uso fácil e muito eficiente na higienização das mãos, também está com os estoques zerados em muitas regiões do país. Além disso, os preços do item subiram de maneira descontrolada. Nos Estados Unidos, há lojas cobrando U$60, o equivalente a cerca de R$280, em uma embalagem com 354 ml do produto, ou seja, quase R$800 por um litro. Em alguns locais, até o abastecimento de mantimentos em geral foi afetado. No Reino Unido, por exemplo, um a cada dez moradores admitiu estar estocando comida, com medo dos efeitos da doença, o que fez com que muitos itens básicos se esgotassem nas prateleiras dos mercados. Vale lembrar que o único caso suspeito da doença em Pinhal até o momento foi rapidamente descartado pelo Ministério da Saúde.

Compartilhe esta notícia

Clique aqui