Connect with us

Espirito Santo do Pinhal

Conheça a história do professor pinhalense que se tornou prefeito de Jundiaí

Pedro Fávaro, foi professor, vereador e prefeito da cidade de Jundiaí. Ele foi responsável por viabilizar a implantação da Faculdade de Medicina no município.

Publicado

em

Conheça a história do professor pinhalense que se tornou prefeito de Jundiaí
Foto edição do Portal de Pinhal

Hoje completa 16 anos de falecimento do pinhalense, professor, vereador e prefeito de Jundiaí (SP), Pedro Fávaro.

Pedro Fávaro nasceu em Espírito Santo do Pinhal no dia 14 de novembro de 1925, sendo fruto da união entre Ricardo Fávaro e Emília Menegatti Fávaro. Casou-se com Vilma Nalin Fávaro em 1953. Teve três filhos: Pedro, Francisco e Gisela. Formou-se professor pela Escola Normal de Jundiaí, e lecionou Língua Portuguesa, Física e Química

Conheça a história do professor pinhalense que se tornou prefeito de Jundiaí
- CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO -

Em 1947 iniciou na carreira política, sendo eleito duas vezes como vereador. Em 1964 elegeu-se prefeito e, em sua primeira gestão construiu: a Estação de Tratamento de Água; 26 prédios escolares; os viadutos Sperandio Pelliciari e Joaquim Candelário de Freitas; viabilizou a implantação da Faculdade de Medicina – onde é homenageado com uma sala em seu nome.

Em 1969, ocupou os cargos de Diretor da Fazenda e Diretor de Ensino. Em 1976, ao assumir novamente o executivo , construiu três Centros Esportivos, o Parque Corrupira e o Centro das Artes, com o teatro Sala Glória Rocha, hoje fechado. Em 1989, foi vice do prefeito Walmor Barbosa Martins.

Conheça a história do professor pinhalense que se tornou prefeito de Jundiaí

Em sua segunda gestão, doou um terreno para construir o Centro de Reabilitação Jundiaí, entidade que atende, atualmente, cerca de oitocentas pessoas.

Por conta da sua contribuição para o município, recebeu o título de Cidadão Jundiaiense, Cidadão Benemérito e Medalha Petronilha Antunes.

Os mais antigos moradores da cidade, dizem que “Pedro Fávaro é que foi prefeito de verdade”. Segundo relatos, ele era pobre quando ganhou as eleições na década de 60 e saiu pobre da prefeitura em 1983, quando concluiu seu segundo mandato.

Pedro Fávaro, faleceu aos 78 anos em Jundiaí (SP) no dia 15 de maio de 2004. Em sua homenagem, a cidade inaugurou um Grêmio Cultural, além de uma sala na Faculdade de Medicina de Jundiaí.

Conheça a história do professor pinhalense que se tornou prefeito de Jundiaí

“Não deixemos que usem nossos cidadãos, que nos usem como peças insignificantes no tabuleiro que armaram. Infelizmente, o nosso voto deixou de ser arma preciosa para a consolidação da democracia. Que ele seja, ao menos, a expressão de nossa indignação, de nosso repúdio, de nosso protesto e de nosso alerta, como cidadãos brasileiros”

Pedro fávaro

Matéria exclusiva do Portal de Pinhal com informações do Jundiaí Agora e Câmara Municipal de Jundiaí

Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Senado aprova adiar eleições para novembro sem estender mandatos

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2020 Portal de Pinhal - CNPJ 32.963.468/0001-78 - Todo conteúdo do site pode ser reproduzido, desde que citada a fonte.