Siga-nos em

Noticias

Operação do governo já buscou 135 milhões de máscaras da China

Publicado

em

Operação do governo já buscou 135 milhões de máscaras da China
Divulgação / Ministério da Saúde

O Ministério da Infraestrutura em parceria com a Latam Airlines, atingiu nesta terça-feira (16) o número de 135 milhões de máscaras cirúrgicas e N95 trazidas ao Brasil para auxiliar no combate à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o ministério, até o final de julho devem ser transportados 240 milhões de máscaras que foram compradas pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde para serem entregues aos profissionais área. No total, serão 960 toneladas de insumos trazidos da China, principal produtor mundial de máscaras cirúrgicas e N95.

O plano de logística do governo abrange ações para viabilizar a chegada do material importado, articulação com órgãos governamentais que atuam nos aeroportos para prioridade no desembaraço aduaneiro e apoio na distribuição dos equipamentos nos estados.

Operação do governo já buscou 135 milhões de máscaras da China

O Ministério da Infraestrutura explicou que a parceria com a Latam foi definida pelo menor preço, após cotação internacional.

“A Latam, por sua vez, desenvolveu uma logística especial e passou a voar com destino à China pela primeira vez na história do grupo, preparando as aeronaves e equipes para essa megaoperação. Cerca de 300 colaboradores da empresa foram responsáveis por essa operação até agora”

Foram combinados percursos de voos de Xangai, Guangzhou, Xiamen – todas na China –, Amsterdã (Holanda), Auckland (Nova Zelândia), Santiago (Chile) e São Paulo.

As cinco aeronaves modelo B777-300ER utilizadas para realizar os 22 voos são originalmente de passageiros, e tiveram seus interiores adaptados para transportarem as caixas de máscaras não só nos porões, mas também sobre os bancos, no espaço entre as poltronas e nos compartimentos de bagagem.

Com informações da Agência Brasil

Compartilhe esta notícia

Clique aqui