Siga-nos em

Noticias

Saiba porque 9 de julho de 1932 marcou a história de São Paulo

Data cívica mais importante do Estado de São Paulo, celebra a memória da Revolução Constitucionalista de 1932

Publicado

em

9 de julho de 1932 marcou a história do Estado de São Paulo
Soldados e enfermeiras. Foto: Acervo Estadão

O dia 9 de julho é uma data muito importante para o Estado de São Paulo. Foi neste dia, em 1932, que começou a Revolução Constitucionalista, uma revolta que o Estado de SP organizou contra o governo do presidente Getúlio Vargas ( 1930-1945 ).

Na época, os paulistas queriam que o então presidente Vargas criasse uma nova Constituição, ou seja, um novo conjunto de leis para o país.

Soldados posam em frente ao quartel de alistamento em São Paulo, 1932. Foto: Acervo/Estadão

As tensões entre o Estado de São Paulo e o Governo Federal foram crescendo até que, no dia 8 de julho de 1932, os revolucionários decidiram pegar em armas e convocar voluntários para o que ficou conhecido como Revolução Constitucionalista.

Após três meses de batalha, os paulistas se renderam. De acordo com dados oficiais, cerca de 830 combatentes morreram, somente do lado de São Paulo.

 Manifestantes pedem por uma Constituição em evento realizado na Praça da Sé, 1932. Foto: Acervo/Estadão

Embora vencido militarmente, o levante paulista aumentou a pressão sobre o governo Vargas e importantes demandas do movimento foram concretizadas.

Em 1933, Getúlio Vargas nomeou um paulista, Armando de Sales Oliveira, interventor de São Paulo. Em 1934 uma nova Constituição foi promulgada.

Imagens do fronte paulista durante a Revolução de 1932. Foto: Acervo/Estadão

Com informações e fotos Acervo/Estadão

Compartilhe esta notícia

Clique aqui