Connect with us

Espirito Santo do Pinhal

Perfis falsos: os fakes estão à solta nas Eleições 2020

Perfis falsos se disseminam nas redes sociais e tentam interferir na campanha política em Espírito Santo do Pinhal

Publicado

em

Perfis falsos: os fakes estão à solta nas Eleições 2020
Perfis criados em 21 e 25 de outubro

“Quem tem coragem de votar no Chila ? KKK” e“Fora Serginho”. As frases foram publicadas por perfis fakes durante o último debate da Pinhal Rádio Clube e em grupos do Facebook.

Embora o fenômeno não seja novo, ele se intensificou com a chegada do período eleitoral. Contas como essa – utilizam nomes e informações fictícias, além de imagens garimpadas na internet, para difundir conteúdos de cunho político, que não raro descambam para difamações.

- CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO -
Bolsas de estudos. Clique aqui

O Portal de Pinhal monitorou alguns perfis durante as últimas semanas. Ainda que não seja difícil identificar os traços suspeitos, não são poucos os usuários que interagem com fakes sem perceber.

Segundo o professor de Informática da ESPM e Insper, Humberto Sandmann, a criação de perfis falsos serve a diversos propósitos, como golpes e roubos de dados. No caso de contas usadas para propagar conteúdo político, trata-se de uma prática que pode gerar danos grandes à imagem de qualquer pessoa. “Quando isso acontece próximo ao pleito, a margem de manobra jurídica é quase nula”, observa.

Como identificar um fake

Com a ajuda de especialistas, listamos algumas dicas para usuários de redes sociais identificarem possíveis perfis falsos por meio de dados públicos disponíveis nos próprios perfis nas redes sociais.

1 – Observe as fotos. É comum perfis falsos usarem fotos retiradas de bancos de imagens na internet. Existem, inclusive, sites criados para municiar os fakes e que oferecem imagens de forma gratuita. Uma forma simples de descobrir é fazendo uma busca pela imagem no Google – se encontrá-la em outro contexto, é muito provável que se trate de um fake. Também é importante observar se a pessoa que aparece na foto do perfil é a mesma das fotos dos álbuns e se há familiares e amigos nas imagens.

2 – Antes de aceitar a solicitação de amizade de um perfil suspeito, observe quem são seus amigos. Caso tenha amigos em comum, pergunte se conhecem ou têm alguma referência sobre a pessoa. Em alguns casos, se o perfil é muito ativo, mas tem poucos amigos, pode ser um indicativo. Em outros, porém, os fakes disparam solicitações de amizade em massa para disfarçar

3 – Analise se há coerência nas informações de apresentação e, se puder, cheque-as.

4 – Verifique o conteúdo que é publicado no perfil. Se o tom for essencialmente político, voltado a um determinado partido ou candidato, ou puramente denuncista, há fortes chances de se tratar de um militante disfarçado.

É crime ou não é?

Criar um perfil em rede social para uma pessoa fictícia não gera penalidade por si só. Conforme o advogado especializado em Direito Digital e consultor do escritório Truzzi, Marcelo Mallen da Silva, o crime geralmente começa no uso da falsa identidade para obtenção de alguma vantagem (como em uma situação de estelionato) ou para causar dano a outra pessoa (crimes contra a honra). “Se o perfil não tem o objetivo de prejudicar ninguém, está dentro do limite da liberdade de expressão. Mas esses perfis muitas vezes têm o intuito de provocar”, observou.

De acordo com ele, se o perfil é utilizado para difundir conteúdo difamatório, o anonimato serve para dificultar a identificação do responsável. Nesse caso, o fato de ter sido usado uma identidade falsa pode ser agravante em uma ação judicial. “A questão é: por que criar um perfil falso? Qual o interesse de quem está por trás? Mais importante do que identificar quem, é identificar o porquê”, colocou.

Ainda segundo o especialista, as próprias empresas que administram as redes sociais podem ser responsabilizadas caso se omitam em relação a atos ilícitos cometidos em perfis falsos. “Quando um fake é identificado, a vítima denuncia o conteúdo à plataforma. Se a plataforma se nega a retirar ou se omite de analisar ou suspender aquele perfil, pode responder. E isso é muito comum, por incrível que pareça.”

Como denunciar

As principais redes sociais possuem canais tem denúncias de irregularidades envolvendo usuários. No entanto, a política em relação a perfis falsos varia de acordo com cada plataforma.

Facebook – Abra o perfil e clique no último botão à direita no topo da página. Aparecerá a opção “Obter apoio ou denunciar perfil”. Basta, então, seguir os passos. É possível também bloquear ou ocultar todas as publicações do perfil.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2020 Portal de Pinhal - CNPJ 32.963.468/0001-78 - Todo conteúdo do site pode ser reproduzido, desde que citada a fonte.