Siga-nos em

Geral

Pela primeira vez, Justiça dá aval para plantação de cannabis após habeas corpus coletivo

Famílias de pacientes que fazem tratamentos à base de derivados da cannabis comemoram esta vitória inédita na Justiça

Publicado

em

© Foto iStock

A Associação de Cannabis e Saúde, Cultive, ganhou o primeiro habeas corpus coletivo na esfera criminal de forma a permitir o plantio da cannabis no Brasil. A associação agora pode distribuir mudas para quem precisa.

Conhecida por ser a planta da maconha, a erva tem alguns de seus derivados como componentes centrais de medicamentos para diversos tratamentos. Indicados para tratar dores crônicas, epilepsia, autismo e doença de parkinson, os produtos feitos a partir da cannabis tiveram a comercialização liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil.

O óleo é vendido em farmácias a um custo que varia entre R$ 2,5 mil e R$ 3 mil. O cultivo da planta em casa dependia de permissões individuais na Justiça, com esta vitória da Cultive sendo a primeira autorização coletiva. A instituição visa fazer com que mais pessoas tenham acesso aos produtos derivados da erva.

A presidente da Cultive, Maria Aparecida, é mãe de uma criança com síndrome de dravet, um tipo de epilepsia.

“Você conhece aquela dor. Se você sabe qual a substância que vai trazer alívio e você consegue tirar isso da terra, da natureza, do quintal da sua casa, com qualidade, por que não usar?”, afirma.

Com informações do SBT

Compartilhe esta notícia

Clique aqui