Siga-nos em

Saúde

Doria (PSDB) recua e não anuncia novas medidas restritivas na fase emergencial do Plano SP

Publicado

em

© Foto Reprodução / Pleno News

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), recuou e não anunciou novas medidas restritivas para a fase emergencial da quarentena contra Covid-19, em vigor deste a última segunda (15). Porta-vozes do setor de saúde do governo estadual defenderam que é preciso esperar para verificar os impactos das restrições que já foram adotadas.

Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (17), Doria anunciou um pacote econômico com redução de impostos e abertura de novas linhas de crédito para empresas afetadas pela pandemia. Na manhã desta quarta, no entanto, o governador disse que anunciaria “medidas adicionais” na coletiva.

Na coletiva de imprensa, os porta-vozes do Centro de Contingência para a Covid-19, grupo de médicos e cientistas que orientam a gestão estadual, reforçaram as restrições e recomendações que estão valendo desde segunda-feira, como a sugestão do escalonamento de horários para o transporte público. No entanto, não foram implementadas medidas adicionais ou novas.

Paulo Menezes, coordenador deste grupo de médicos e cientistas, defendeu que é preciso esperar para verificar os efeitos das regras adotadas desde segunda (15).

João Gabbardo, que também integra o comitê de saúde, declarou que ainda não houve tempo para medir o reflexo das restrições já implementadas no número de casos, mortes e internações por Covid-19. Ele afirmou ainda que o governo não pode anunciar medidas novas a cada dia.

Compartilhe esta notícia

Clique aqui