Connect with us

Espirito Santo do Pinhal

Feminicídio: morre no hospital mulher esfaqueada pelo ex-marido em Pinhal

Publicado

em

© Foto edição

Priscila Oliveira, estudante de enfermagem de 35 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quarta-feira (03) no Hospital Francisco Rosas em Espírito Santo do Pinhal (SP).

Vítima de feminicídio, a jovem estudante foi esfaqueada na terça-feira (02), pelo ex-marido, em uma residência no bairro Jardim Cruzeiro.

A Polícia Militar foi acionada e rapidamente conseguiu localizar e prender em flagrante o ex-marido. Ele negou crime, mas foi desmentido pelas imagens da câmera de segurança.

Prefeitura e Câmara Municipal publicam nota de repúdio

A Prefeitura Municipal de Espírito Santo do Pinhal e a Câmara Municipal, através da Vereadora Francine Félix, vem a público manifestar o mais profundo sentimento de repúdio ao crime de feminicídio que ceifou a vida de Priscila Oliveira.

A jovem, estudante de enfermagem, foi brutalmente agredida com golpes de arma branca, pelo seu ex-companheiro, em seu local de trabalho, no dia 02 de março. Em razão da gravidade das agressões, Priscila faleceu nessa manhã.

Em que pese todos os esforços empenhados a fim de protegê-la do seu algoz, falhamos. É dever do Poder Público, Judiciário, da sociedade, garantir a vida e a segurança das mulheres.

A violência doméstica contra a mulher é uma afronta aos direitos humanos, contudo, nossas instituições e a omissão estatal têm chancelado as mais cruéis e veladas formas de violação dos direitos.

A cultura milenar que subjuga mulheres e as elegem inferiores aos homens, a cultura patriarcal, condiciona a subsistência das desigualdades de gênero, caracterizada pela dominação dos homens sobre as mulheres.

É a cultura patriarcal que faz com que o Brasil ocupe o 5º lugar no ranking mundial de violência doméstica contra a mulher.

O lar de uma mulher se tornou um ambiente hostil e perigoso, pois, é justamente dentro deste âmbito que a violência é praticada.

Lutaremos, para que todas as mulheres sejam acolhidas. Será possível, se caminharmos juntos.

Nos solidarizamos com a vítima e seus familiares. Reiteramos ainda, o repúdio a qualquer ato de violência de gênero. É nossa missão promover a conscientização sobre o tema, além de ações de prevenção. A Prefeita Municipal também defende a criação de políticas públicas que se tornem eficazes na proteção daquelas que mais precisam.

Enquanto houver uma mulher sendo violentada, não descansaremos na luta para protege-las.

Clique Aqui

BOLSAS DE ESTUDO DE ATÉ 70% DE DESCONTO - CLIQUE AQUI

Mais lidas da semana

Copyright © 2020 Portal de Pinhal - CNPJ 32.963.468/0001-78 - Todo conteúdo do site pode ser reproduzido, desde que citada a fonte.