Siga-nos em

Noticias

Morre aos 93 anos Sérgio Mascarenhas, fundador da UFSCar e da Embrapa de São Carlos

Publicado

em

© Foto Reprodução

Morreu nesta segunda-feira (31) o físico Sérgio Mascarenhas, aos 93 anos. O professor sofreu uma parada cardiorrespiratória na última sexta-feira (28), foi internado em um hospital na cidade de Ribeirão Preto (SP), mas acabou não resistindo.

Em São Carlos (SP), Mascarenhas criou o Instituto de Física e Química da Universidade de São Paulo (IFSC/USP) e a Embrapa Instrumentação, que hoje abriga o Laboratório de Nanotecnologia para o Agronegócio.

Além disso, também foi um dos idealizadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), onde criou o curso de Engenharia de Materiais, o primeiro na América Latina.   

Sérgio Mascarenhas será enterrado em São Carlos (SP). Ainda não há informações sobre o horário do velório.

Professor Sérgio Mascarenhas / Foto: IFSC/USP

Carreira acadêmica

O Prof. Sérgio Mascarenhas possui graduação em Física pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (1952) e graduação em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1951).

Foi Professor Titular da Universidade de São Paulo, no Instituto de Física e Química de São Carlos. Professor visitante nas Universidades de Princeton, Harvard, MIT (EUA). Professor visitante na Universidade Nacional Autonoma e Centro de Estudios Avanzados (México). Professor visitante no Institute of Physical and Chemical Research (Japan). Professor visitante na London University (RU). Professor visitante no Inst. Center for Theoret. Physics Trieste e Univ.de Roma (Itália). 

Fundou e dirigiu o IFSC/USP em 1971 e 1972. Fundou e dirigiu o Centro Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento de Instrumentação Agropecuária em São Carlos (EMBRAPA). Cooperou na fundação da Universidade Federal de São Carlos e na criação do curso de Engenharia de Materiais. Fundou e dirigiu o Fórum Unicamp (Universidade de Campinas).  

Fundou e dirigiu a Fundação de Pesquisas Adib Jatene (Instituto Cardiologia Dante Pazzanese SP). Implantou e dirigiu cursos de biofísica e física médica no ICTP (Trieste, Itália) a convite do Premio Nobel Abdus Salam. Foi Coordenador de Projetos do Instituto de Estudos Avançados do IFSC/USP. Fundou e dirigiu o Programa Internacional de Estudos e Projetos para a América Latina no Instituto de Estudos Avançados da USP São Carlos. 

Foi membro do Conselho Universitário da UNICAMP. Diretor do Programa “Educação e Ensino de Ciências para a América Latina Ford Foundation. Coordenador Geral da Rede de Inovação e Prospecção Tecnológica para o Agronegócio (RIPA)- Min. De Ci. E Tec. (MCT) e IEA-USP-São Carlos. 

Recebeu os seguintes prêmios: Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico (Presidência da República); Gugemheim Award (EUA); Fullbright Award (EUA); Yamada Foundation Award (Japão); Professor Emérito do Instituto de Física e Química de São Carlos (IFQSC/USP); Professor Emérito da Universidade Nacional (México); Cátedra Honorária M. Vallarta (México Univ. Nac. Autonoma); Cidadão Honorário da cidade de São Carlos; Personalidade do Ano (Sindicato dos Engenheiros de São Paulo); Prof. Emérito, Conferido pela Congregação do IFSC/USP (1999); Prêmio de Mérito Científico, na classe de Grã-Cruz, outorgado pelo Excelentíssimo senhor Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, em 15 de agosto de 2002. Prof. Honorário do Instituto de Estudos Avançados da USP, desde 14 de agosto de 2003. Peão da Tecnologia, homenagem da Fealtec, pela criação dos grupos de pesquisas pioneiros que resultaram no Polo de Alta Tecnologia de São Carlos (2003). Homenagem recebida no lançamento da Revista USP 70 Anos, em 18 de maio de 2006. Voto de Aplauso pelo Prêmio de Pesquisador Emérito do CNPq, pelo seu trabalho e pelo pioneirismo em favor da ciência brasileira, outorgado pelo Senado Federal, senador: Arthur Virgílio (2006). Fundação Conrado Wessel de Ciência e Cultura 2006, premiado na modalidade de Ciência Geral. Doutor “honoris causa” pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) (2012). Doutor “honoris causa” pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) (2013).

*Com informações do IFSC/USP. 

Compartilhe esta notícia

Clique aqui