Connect with us

Brasil

Ambulância e ônibus são incendiados em Manaus (AM) durante a madrugada

Secretaria de Segurança Pública diz que atos foram represália por morte de traficante.

Publicado

em

© Foto Reprodução / Rede Sociais

Ao menos 16 veículos foram incendiados durante a madrugada e as primeiras horas deste domingo (6) em Manaus, numa onda de ataques em represália à morte de um traficante, ocorrida no sábado (5), segundo o governo do Amazonas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado, também houve ataques em outras 4 cidades do interior – Parintins, Careiro Castanho, Iranduba e Manacapuru. Não há detalhes sobre o que ocorreu.

“Os ataques foram motivados em função da morte de um traficante. E a inteligência levantou que essa determinação veio de dentro do presídio. Eu quero informar que quem for localizado dando essa ordem, será solicitada a transferência deles para presídio federal”, disse o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Coronel Louismar Bonates, na manhã deste domingo.

Não há informações sobre feridos e ninguém foi preso, segundo a SSP-AM. A pasta diz que, em Manaus, foram queimados 14 ônibus e 2 viaturas – sem esclarecer a qual corporação pertencem – e que uma ambulância foi interceptada pelos criminosos. Segundo integrantes da Polícia Militar e do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), essa ambulância foi incendiada.

O Corpo de Bombeiros também registrou incêndio em um estabelecimento comercial e em um transformador de energia elétrica.

Um agência bancária, no bairro Compensa, também foi depredada neste domingo. Policiais militares isolaram o local para a perícia. A suspeita é que a ocorrência tenha relação com os atentados.

Por conta dos atentados, Manaus ficou sem circulação de ônibus desde às 6h45 deste domingo. Todos os veículos foram recolhidos. A prefeitura informou que os ônibus voltam a circular ao meio-dia.

O secretário informou, ainda, que o número de viaturas nas ruas foi triplicado neste domingo para reforçar a segurança, inclusive de prédios públicos.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) disse que repudia os “atos de vandalismo ocorridos nas primeiras horas deste domingo. E que a violência das ações causou pânico nos operadores do serviço, pois há relatos de grupos encapuzados e armados praticando tais atos, sendo que, por isso, toda a frota foi recolhida”.

*G1

>> QUER RECEBER NOTÍCIAS PELO WHATSAPP ? CLIQUE AQUI E FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO.

Clique Aqui

Copyright © 2021 Portal de Pinhal - Todo conteúdo do site pode ser reproduzido, desde que citada a fonte. Deus seja louvado.