Siga-nos em

Educação

Campanha do Projeto Guri busca apoio financeiro de apreciadores do programa de educação musical

Publicado

em

Campanha do Projeto Guri busca apoio financeiro de apreciadores do programa de educação musical
© Evento de lançamento da campanha #SOUGURI, na Sala São Paulo. | Foto: Andreia Machado

Recém-lançada, a campanha #SOUGURI tem o objetivo de impulsionar as oportunidades oferecidas pelo Projeto Guri, programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerido pela Santa Marcelina Cultura, que ajuda a transformar as alunas e os alunos em protagonistas de suas próprias histórias por meio da música. Um milhão de crianças e adolescentes — além de suas de famílias e comunidades — foram (e são) beneficiadas pelo Projeto Guri, desde sua criação, em 1995.

Uma cerimônia realizada no dia 18 de maio, na Sala São Paulo, marcou o início da campanha. O evento contou com a presença de autoridades e da diretora-presidente da Santa Marcelina Cultura, Irmã Rosane Ghedin. Na ocasião, o público presente pode conferir as apresentações dos Grupos Infantis e Juvenis do Projeto Guri com o Coral Infantil, o Coral Juvenil, a Big Band Infanto Juvenil e a Orquestra Sinfônica. Mais de 120 crianças e adolescentes estiveram reunidos no palco da Sala São Paulo com apresentação transmitida ao vivo pelo Youtube.

#SOUGURI

A campanha #SOUGURI é a oportunidade para que todos os apreciadores e apreciadoras do Projeto Guri colaborem para transformar sonhos em realidade. Para aderir à campanha, é possível contribuir com uma anuidade de R$ 210,00.  Há também a oportunidade de apoiar uma turma inteira ou cursos específicos. O doador pode ser pessoa física ou jurídica. O valor cobrirá os custos dos estudos de um dos alunos ou alunas no ano de 2022. A doação poderá ser feita pela plataforma #SOUGURI.

O #SOUGURI possibilitará ainda ampliar o atendimento musical e sociocultural de crianças e adolescentes do Estado de São Paulo por meio de aulas presenciais e virtuais, concertos e apresentações musicais virtuais e presenciais, oficinas online, produção de materiais didáticos, entre outros. Além do fomento para as atividades artístico-musicais locais já existentes.

MÚSICA PARA FORMAR PESSOAS

Inúmeros são os exemplos do impacto do Projeto Guri na formação dos jovens como a Anna Murakawa, que ingressou no Polo Osasco aos 13 anos e hoje dá aula de violino na Universidade de Sydney, na Austrália; Isaque Elias Lopes, que foi aluno no Polo CEU Perus e da EMESP Tom Jobim e hoje é chefe do naipe de trompa da Orquestra do Theatro São Pedro; Ananda Miranda, estudante dos polos Santos e Araçatuba que tornou-se a primeira mulher a se formar em alaúde no Conservatório de Tatuí e faz especialização na cidade do Porto, em Portugal; Graziella Souza, que iniciou sua formação no Projeto Guri da Capital, passou pela Orquestra Jovem do Estado e atualmente é mestranda em flauta na Hochschule fur Carl Maria Von Weber, em Dresden, na Alemanha; Gabriele Leite, mestranda em violão na Manhattan School of Music, em Nova Iorque/EUA, que conheceu a música no Polo Cerquilho; ou Lucas Martins, do Polo Bauru, que integrou a Orquestra Jovem do Estado e hoje faz pós-graduação na Universidade de Artes de Zurique, na Suíça, entre tantos outros.

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­PARA FAZER A DOAÇÃO

Para aderir à campanha, é possível contribuir com uma anuidade de R$ 210,00. A doação poderá ser feita pela plataforma da Campanha #SOUGURI.

Projeto Guri: O Projeto Guri é um programa do Governo do Estado de São Paulo gerido pela Santa Marcelina Cultura, por meio de contrato de gestão celebrado com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. O GURI atende gratuitamente mais de 60 mil crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos em todo o Estado de São Paulo, buscando proporcionar oportunidades de crescimento cultural e inclusão social por meio de uma educação musical de qualidade apoiada por um trabalho social efetivo, por meio dos seus 384 Polos de Ensino. Desde a criação do Projeto Guri em 1995, já foram atendidas perto de 1 milhão de crianças e adolescentes.

Santa Marcelina Cultura: eleita a melhor ONG de Cultura de 2019, além de ter entrado na lista das 100 Melhores ONGs em 2019 e 2020, a Santa Marcelina Cultura é uma associação sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social de Cultura pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa que atua com a missão de formar pessoas. Criada em 2008, é responsável pela gestão do Guri na Capital e região Metropolitana de São Paulo, da Escola de Música do Estado de São Paulo — Tom Jobim (EMESP Tom Jobim), do Theatro São Pedro e do Projeto Guri no Interior, Litoral e Fundação Casa. O objetivo da Santa Marcelina Cultura é desenvolver um ciclo completo de formação musical integrado a um projeto de inclusão sociocultural, promovendo a formação de pessoas para a vida e para a sociedade. No Theatro São Pedro, a Santa Marcelina Cultura desenvolve um trabalho voltado a montagens operísticas profissionais de qualidade aliado à formação de jovens cantores e instrumentistas para a prática e o repertório operístico, além de se debruçar sobre a difusão da música sinfônica e de câmara com apresentações regulares no Theatro. Para acompanhar a programação artístico-pedagógica do GURI Capital e Grande São Paulo, da EMESP Tom Jobim e do Theatro São Pedro, baixe o aplicativo da Santa Marcelina Cultura. A plataforma está disponível para download gratuito nos sistemas operacionais Android, na Play Store, e iOS, na App Store. Para baixar o app, basta acessar a loja e digitar na busca “Santa Marcelina Cultura”.

Siga o @pinhalportal no Instagram e no Google News. Participe também do WhatsApp e do Telegram.

Compartilhe esta notícia

Clique aqui