Connect with us

Turismo

Vai viajar? Confira dicas de segurança antes de pegar a estrada

Instituto Combustível Legal (ICL) orienta motoristas sobre abastecimento seguro e importância da exigência de nota fiscal nos postos de combustíveis

Publicado

em

Vai viajar Confira dicas de segurança antes de pegar a estrada
Foto: solovyova | Depositphotos

Com a chegada das férias escolares, muitas famílias vão pegar a estrada para viajar. Porém, é fundamental tomar algumas precauções para garantir segurança e tranquilidade durante o trajeto. Por isso, o Instituto Combustível Legal (ICL) criou uma lista de dicas com os cuidados que os motoristas precisam ter antes e durante a viagem. Veja abaixo:

1 – Abasteça com segurança

A primeira dica é escolher um posto de confiança na hora de abastecer o veículo. Desconfie das promoções mirabolantes e não ceda à tentação com preços muito diferentes da concorrência. “Postos que praticam preços muito abaixo do mercado, especialmente com promoções-relâmpago em horários em que não é comum haver fiscalização, como finais de semana e durante a madrugada, acendem o alerta de que pode estar havendo algum tipo de irregularidade”, explica o presidente do ICL, Emerson Kapaz.

Publicidade

É importante destacar que o combustível adulterado pode causar diversos danos ao veículo, incluindo o aumento do consumo, a formação de depósitos no motor, contaminação do óleo lubrificante, degradação do sistema do catalisador, carbonização das velas de ignição e entupimento de bicos injetores.

Além de causar problemas ao veículo, os combustíveis adulterados ainda podem colocar a saúde dos passageiros em risco. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) tem feito fiscalizações e já interditou estabelecimentos que vendiam etanol hidratado com presença significativa de metanol nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. A legislação brasileira impede o uso do metanol como combustível devido, justamente, a sua alta toxicidade. O insumo pode provocar graves danos à saúde, como náuseas, problemas renais e hepáticos e até mesmo cegueira.

Publicidade

2 – Atenção à bomba

Na hora de encher o tanque, é imprescindível prestar atenção ao processo do abastecimento. Verifique se o tipo de produto solicitado corresponde ao da bomba e se o marcador está zerado. Além disso, complete somente até o click automático da bomba, que é o limite estabelecido para se evitar derrames e perdas de produto.

Se for abastecer com etanol, é necessário um cuidado extra. Fique atento ao teor alcoólico do combustível, exibido no marcador posicionado ao lado da bomba (termodensimetro). Ele garante a qualidade do produto.

Publicidade

Se o medidor apontar variações fora da faixa permitida, não abasteça, pois o veículo apresentará perda de eficiência e, consequentemente, problemas mecânicos.

3 – Exija a nota fiscal

Outra recomendação feita pelo ICL é que o motorista sempre solicite a nota fiscal, documento que poderá ser utilizado como comprovante caso seja necessário fazer uma denúncia. “Se o motorista percebe que abasteceu com combustível adulterado ou que recebeu menos combustível do que o que estava marcado na bomba do posto, ele só pode fazer uma denúncia se tiver a nota fiscal”, explica Kapaz.

Publicidade

Caso o motorista tenha alguma dúvida sobre qual órgão recorrer para fazer sua reclamação, pode buscar a seção “Denuncie” no site do Instituto.

4 – Verifique a calibragem dos pneus

Muitos motoristas negligenciam a importância da calibragem correta dos pneus. Consulte o manual do veículo para saber a pressão adequada e faça essa verificação regularmente. Além de garantir a segurança, a calibragem correta também contribui para um melhor consumo de combustível na estrada.

Publicidade

5 – Não sobrecarregue o veículo

Durante viagens em família, é comum que os motoristas excedam o limite de carga do veículo. No entanto, é fundamental levar apenas o necessário, pois o excesso de peso compromete não apenas o consumo de combustível, mas também a segurança dos ocupantes. Respeite o limite de peso indicado no manual do veículo.

6 – Mantenha o alinhamento e balanceamento em dia

O alinhamento e balanceamento do veículo são fundamentais para uma condução segura na estrada. Fique atento aos sinais que indicam a necessidade desses ajustes, como puxões na direção ou vibrações anormais em determinadas velocidades. Consulte o manual do veículo para saber a frequência recomendada de realização desses procedimentos, que geralmente varia entre 5.000 e 10.000 quilômetros.

Publicidade

7 – Verifique o nível de óleo

Não transite com o veículo, principalmente em viagens, se o nível de óleo estiver baixo. O óleo lubrificante é responsável por garantir a correta lubrificação entre as peças do motor, facilitando a troca de calor entre seus componentes internos. Consulte o manual do proprietário para conhecer a especificação correta do lubrificante para o seu veículo.

8 – Verifique as luzes de segurança e os freios

Antes de sair, verifique todas as lâmpadas e faróis do veículo. Certifique-se de que estão funcionando corretamente. É essencial para a segurança de todos. Além disso, verifique o desgaste dos discos e pastilhas de freio, bem como a existência de vazamentos de fluido de freio. Recomenda-se a troca do óleo de freio a cada 24 meses ou a revisão a cada 10.000 quilômetros.

Publicidade

Siga o Portal de Pinhal no Google News e receba alertas sobre as principais notícias.

Publicidade