Connect with us

Meio Ambiente

UniversalizaSP: Governo de SP prorroga prazo para adesão dos municípios

Prefeituras têm até 6 de outubro para se cadastrarem; Iniciativa prevê apoio do Estado na estruturação de modelagens que auxiliem na antecipação da universalização do saneamento

Publicado

em

UniversalizaSP Governo de SP prorroga prazo para adesão dos municípios
© Divulgação Semil

UniversalizaSP Governo de SP prorroga prazo para adesão dos municípios
© Divulgação Semil

O Governo de SP anunciou nesta terça-feira (26), a prorrogação para a adesão das Prefeituras ao programa UniversalizaSP. Os municípios terão até o dia 06 de outubro para formalizarem, junto ao sistema, o interesse na participação. Lançado em junho deste ano a iniciativa visa o suporte técnico do Estado aos municípios que operam serviços de saneamento básico, com o objetivo de antecipar as metas de universalização do Novo Marco de Saneamento – 99% da população abastecida com água potável e de 90% atendida com coleta e tratamento de esgoto.

Com a adesão, os municípios que operam os serviços de saneamento básico, por meio de autarquias e/ou serviços, terão ainda o apoio do Estado na estrutura de modelagens que auxiliem as prefeituras na antecipação das metas de universalização, além de auxílio para regionalizar a prestação dos serviços, incentivar a modicidade tarifária e atender as áreas rurais e núcleos urbanos informais.

Publicidade

“O Estado de São Paulo persegue a antecipação das metas do Marco do Saneamento e a prestação dos serviços com qualidade. A ideia é que, em conjunto com os municípios, estruturemos concessões ou PPPs que garantam a sustentabilidade dos negócios, a longo prazo”, explicou a Secretária de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil), Natália Resende.

Entre o suporte técnico oferecido pelo Estado estarão, por exemplo, a avaliação do arcabouço jurídico vigente; os estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira, jurídica e ambiental da prestação dos serviços; a avaliação da estrutura de governança necessária; a elaboração de modelos societários, regulatórios e contratuais; além do mapeamento de potenciais investidores.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Educação de SP paga mais de R$ 450 milhões em bônus a 181 mil profissionais do estado

Para realizar o cadastro, basta acessar o Link. As informações de adesão são básicas, como: município, prefeito e o órgão responsável pela operação do saneamento local. Após esse período, a Semil e a Secretaria de Parcerias em Investimentos (SPI), responsáveis pelo programa, vão avaliar a quantidade de adesões, assim como os possíveis blocos de regionalização e as consequentes modelagens para cada caso.

Publicidade

Saneamento em dados: Dos 645 municípios paulistas, 149 não possuem universalização em abastecimento de água e outros 226 não possuem esgotamento sanitário universalizado. A Semil estima que são necessários investimentos da ordem de R$26 bilhões para a universalização dos serviços nesses municípios. Considerando os investimentos totais realizados nos últimos cinco anos, a universalização levaria cerca de 30 anos para ser concluída no Estado, inviabilizando as metas determinadas pelo Novo Marco do Saneamento.

Publicidade

Siga o Portal de Pinhal no Google News e receba alertas sobre as principais notícias.