Connect with us

Educação

Educação de SP lança Olimpíada de Matemática e vai premiar estudantes da rede estadual em todas as cidades

Omasp é lançada nesta quinta-feira (14), Dia Internacional da Matemática; 125 mil alunos serão medalhistas na competição

Publicado

em

Olimpiadas de Matemática
© Divulgação | Seduc-SP | Governo de SP

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) lança nesta quinta-feira (14), Dia Internacional da Matemática, a Omasp (Olimpíada de Matemática das Escolas Estaduais de São Paulo). Entre os objetivos da nova iniciativa está incentivar os estudantes no aprendizado da disciplina e premiar com medalhas de ouro, prata e bronze, matriculados em todas as 644 cidades do estado com escolas estaduais. Professores com destaque também serão reconhecidos.

Publicidade
>

De acordo com o secretário da Educação, Renato Feder, a Omasp deve identificar estudantes de matemática que são destaques em todas as regiões do estado, torná-los referência de sucesso no ensino-aprendizagem em suas comunidades, além de disseminar a cultura das olimpíadas científicas em todas as escolas.

A primeira fase da Olimpíada está marcada para o mês de abril, final do primeiro bimestre deste ano letivo. O desempenho dos estudantes nas questões de matemática da Prova Paulista será o balizador para a segunda fase da competição. Entre todos os 2,5 milhões de estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio que devem realizar a Prova Paulista, 30% dos estudantes de cada escola com melhores pontuações nas questões de matemática serão automaticamente selecionados para a segunda fase da Omasp. 

Publicidade

“A participação na avaliação bimestral da rede, a Prova Paulista, é essencial não só para que as coordenações pedagógicas e os professores verifiquem os avanços e dificuldades dos estudantes diante do conteúdo que tem sido esperado para aquele bimestre, como a gestão possa verificar as necessidades de cada unidade diante das taxas de participação, acertos e erros. Uma das mudanças implantadas na matriz curricular para este ano, por exemplo, vai ao encontro do que propomos para corrigir as defasagens, que são as aulas de orientação de estudos. A partir de 2024, do 6º ao 9º ano, todas as turmas têm duas dessas aulas por semana”, afirma Feder.

A segunda fase, com os 30% melhores avaliados em Matemática na Prova Paulista de cada unidade escolar, está prevista para os dias 6, 7 e 9 de maio, quando os estudantes classificados farão a primeira prova específica da olimpíada. A prova será formada por questões focadas em desafios — a exemplo do que acontece na Obmep (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas)—, que estimulam os estudantes à promoção do raciocínio lógico e à inclusão de análises matemáticas práticas relacionadas à sua vida cotidiana.

Dessa prova, os 125 mil estudantes com melhores resultados serão premiados pela Educação com medalhas de ouro, prata e bronze da Omasp. A expectativa da Seduc-SP é criar um evento simultâneo em todas as regiões do estado para premiação dos alunos, entre junho e julho.

Publicidade

Para apoiar as escolas com informações sobre as etapas, a Educação lança neste Dia Internacional da Matemática um site especial da olimpíada: olimpiadassp.educacao.sp.gov.br/omasp.

Para o segundo semestre, está prevista a terceira e última etapa da Omasp, com aprofundamento do ensino de matemática e preparação para a OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática), iniciativas voltadas aos medalhistas de ouro na olimpíada estadual.

Publicidade

Publicidade

Siga o Portal de Pinhal no Google News e receba alertas sobre as principais notícias.