Connect with us

Geral

Primeira mulher comandante de uma linha aérea no Brasil completa 30 anos de LATAM

Natural de Curitiba (PR), Claudine Melnik ingressou na companhia em 1992 e teve motivos de sobra para comemorar o Dia do Aviador celebrado em 23 de outubro

Publicado

em

O Dia do Aviador é comemorado em 23 de outubro e, especialmente neste ano, Claudine Melnik teve um motivo ainda mais especial para celebrar a data. Primeira pilota da história da LATAM Brasil, a profissional completa 30 anos de empresa em 2022. Natural de Curitiba (PR), Claudine iniciou a sua carreira na LATAM em 1992 como comissária de bordo, aos 23 anos de idade. Em 1994, assumiu o cargo de copilota de aeronaves Caravan C208. Em 1995, tornou-se a primeira mulher comandante de uma linha aérea no Brasil, pilotando aeronaves do mesmo modelo.

Claudine no cockpit da aeronave Caravan C208 (Crédito: acervo pessoal)

“Desde criança eu tinha muita vontade de voar, não sei exatamente se foi por causa de uma viagem de férias que fizemos em família ou se essa vontade já era anterior. Mas o fato é que desde muito pequena eu me via voando de alguma forma”, afirma Claudine Melnik.

Ainda criança, Claudine imaginava voar como seu primo aviador da Força Aérea Brasileira (FAB), que só abriria as suas portas para as mulheres em 1982. Para chegar aos céus, então, realizou aulas teóricas de voo em um aeroclube em Curitiba (PR) e aulas práticas em Juiz de Fora (MG).

Claudine no cockpit da aeronave Fokker 100 (Crédito: acervo pessoal)

Em 1992, quando Claudine iniciou a sua carreira na LATAM como comissária de bordo, já possuía as carteiras necessárias para ser pilota e, assim que surgiu a oportunidade, realizou a migração para o cargo de tripulante técnica, profissão que sempre quis seguir. Realizou voos domésticos nesta posição durante quatro anos e, quando a companhia adquiriu a sua primeira aeronave para voos de longo curso, fez parte da primeira turma de copilotos que voariam do Brasil ao exterior. Claudine lembra que o seu primeiro voo internacional foi para Miami, nos Estados Unidos.

Claudine no cockpit da aeronave Airbus A330 (Crédito: acervo pessoal)

Atualmente, Claudine é comandante de aeronaves Boeing 787 e 777, que na LATAM Brasil, são utilizadas para operar as rotas internacionais do Brasil para América do Norte, Europa e África. O Boeing 777, aliás, é o maior avião da frota da LATAM, com capacidade para 410 passageiros. Ao todo, a comandante já acumula mais de 20 mil horas de voos, principalmente em rotas internacionais de longo alcance. Hoje, a LATAM atende regularmente a partir do Brasil até 20 destinos no exterior, incluindo destinos como Barcelona, Cidade do México, Frankfurt, Lisboa, Londres, Madri, Miami, Milão, Nova York, Orlando, Paris e Roma.

Claudine no cockpit da aeronave Boeing 777 (Crédito: acervo pessoal)

Como mulher e mãe de dois filhos, Claudine comenta que sua profissão “exige uma grande doação pessoal”, mas reforça que isso acontece “tanto para os homens como para as mulheres”. Também acredita que “talvez a aviação seja um pouco mais difícil para as mulheres por conta da própria autocobrança feminina” e destaca que “como mãe, pratica o eterno exercício da culpa de não estar presente em momentos significativos e insubstituíveis, sempre torcendo para que tudo caminhe bem enquanto está a milhas longe de casa”. Ao final, reflete: “esse ano completo 30 anos de casa e acredito que tudo está na ordem que deveria estar”.

Claudine no simulador de voo do Boeing 787 (Crédito: acervo pessoal)

Paixão por voar LATAM

Voar para destinos internacionais é o sonho de muitas pilotas e pilotos, e na LATAM essa oportunidade é possível desde o primeiro dia de sua carreira como tripulante técnico. Isso acontece porque além de ser a empresa que liga o Brasil ao mundo e o mundo ao Brasil, a companhia realiza voos daqui para o exterior com todos os modelos de aeronaves que possui, sendo narrow-body (aeronaves de um corredor – como os modelos da família Airbus A320) ou wide-body (aeronaves de dois corredores, como os modelos Boeing 767, 787 e 777).

“Realizei o meu primeiro voo internacional na LATAM em 1998 e me lembro como se fosse hoje. Voar para o exterior é um grande objetivo em nossa profissão e fico muito feliz em saber que os meus colegas possuem essa oportunidade desde o seu primeiro dia na companhia”, reforça Claudine Melnik, comandante de Boeing 787 e 777 na LATAM Brasil

Dentro da América do Sul, a LATAM opera voos com aeronaves da família Airbus A320, proporcionando às pilotas(os) que costumam voar no Brasil, experiências de tripular para locais como Santiago, no Chile; Buenos Aires e Mendoza, na Argentina; Bogotá, na Colômbia; Lima, no Peru; Montevidéu, no Uruguai e Assunção, no Paraguai.

Já os tripulantes de modelos wide-body realizam voos de longa distância, como Barcelona, Cidade do México, Frankfurt, Lisboa, Londres, Madri, Miami, Milão, Nova York, Orlando, Paris e Roma. Todos esses destinos são operados pela LATAM diretamente do Brasil e permitem aos tripulantes uma vasta possibilidade de carreira internacional, em uma indústria que é global e multicultural.

Siga @portaldepinhal no Instagram, no Facebook e no Google News.

Siga o Portal de Pinhal no Google News e receba alertas sobre as principais notícias.

Siga o Portal de Pinhal no Google News e receba alertas sobre as principais notícias.