Connect with us

Geral

Tradições natalinas que ultrapassam fronteiras

Publicado

em

Muita gente pode pensar que só tem um jeito de comemorar o Natal, graças aos filmes e as lembranças do que sua família habitualmente fazia desde a mais tenra infância. Quem tem a felicidade de poder viajar para outros países nesta época, ou possui uma ancestralidade oriunda de outros países, no entanto, já sabe que os costumes podem variar muito, de país pra país.

O Brasil foi colonizado por Portugal, de onde herdamos a maioria das tradições, mas basta ter contato com espanhóis, nórdicos ou asiáticos para perceber variações, sejam elas muito sutis ou totalmente diferentes, como poderemos descobrir a seguir:

Na terra do sol nascente, a comemoração praticamente não existe, a data tem troca de presentes e bolos de morango com chantilly, tradicionais por lá. Na China, é um momento de muito consumo, compras são sinônimo de Natal pra eles. Já na Islândia, acontece uma linda troca de livros após a ceia. Muito diferente.

Final de ano na Espanha e no Brasil

3 reis magos do natal espanhol

A Espanha e o Brasil possuem comemorações similares. A ceia acontece no dia 24, e é chamada de Nochebuena. Já o dia seguinte é o famoso Navidad e a família toda assiste à Missa do Galo, quando professam o catolicismo, a maioria da população. Os presépios são mais tradicionais até do que as árvores natalinas, têm em todos os lugares.

A Espanha, em determinado momento da história, foi invadida pelos Mouros e deles acabaram herdando costumes milenares, mesmo que não admitam esta influência. Há pequenas feirinhas de Natal em todas as cidades, por exemplo, costume claramente vindo do oriente.

No Réveillon há costumes muito tradicionais, alguns até se espalharam pelo mundo, como comer 12 uvas, uma para cada mês do ano. Aqui no Brasil, come-se 7 delas, e ninguém sabe por que o número é diferente. Este país tem a mania de pegar a tradição alheia e modificá-la totalmente, tornando algo original e criativo.

Mas o que surpreende mesmo é o fato de ser a época em que os dois países escolheram como o mais propício para sortear os maiores prêmios lotéricos do país. No Brasil, acontece a Mega da Virada, no último dia do ano, e que logo mais vai distribuir 450 milhões aos sortudos que acertarem os 6 números necessários para levar esta fortuna para casa.

Já na Espanha, não bastasse a quantia obscena entregue pela El Gordo, mais de 2,5 bilhões de euros, ainda existe outro sorteio, a El Niño, sorteado sempre no dia de Reis – data mais popular em países hispânicos do que no Brasil. Ela paga aproximadamente 700 milhões de euros, muito dinheiro também, nada nunca visto por aqui.

O incrível é que, graças a internet, qualquer brasileiro pode acessar a loteria dos ibéricos, sem nenhum problema. Se você quer saber como a El Gordo funciona, é muito fácil. Basta ter mais de 18 anos, entrar num site de apostas lotéricas conhecido e comprar o seu bilhete.

O preço varia de 20 a até mil reais, aproximadamente, sendo que cada um deles corresponde a uma premiação específica. É meio parecida com a Loteria Federal disponibilizada aqui no Brasil. Um bilhete pode ser comprado inteiro ou dividido em pedaços. Há aqueles divididos em 10 ou até em 100 partes

Os membros da realeza também participam do sorteio, ela é considerada quase como uma espécie de distribuição de renda ao povo espanhol, muito querida e popular. Se você vai comemorar o Natal participando de bolões da Mega da Virada, por que não tentar a El Gordo também, pra variar?  Poderá ficar rico em euros e em reais, já imaginou?

Siga o Portal de Pinhal no Google News e receba alertas sobre as principais notícias.

Publicidade