Connect with us

Agronegócio

Concurso do Governo do Estado vai premiar melhores cafés de São Paulo; veja como participar

Evento pretende reunir mais de 500 participantes e estimular produção sustentável de grãos de alta qualidade

Publicado

em

Incentivar o aprimoramento técnico nas lavouras paulistas e premiar quem se dedica a levar os melhores produtos para a mesa da população são compromissos permanentes do Governo de São Paulo. Nesta semana, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento divulgou as regras do Concurso Estadual Qualidade do Café de São Paulo, que visa ampliar a produção sustentável de grãos de alta qualidade com práticas agrícolas inovadoras nas principais regiões produtoras do estado.

Publicidade
Foto: jakkapan | Depositphotos

Lançado no último dia 24, o concurso vem em um momento de otimismo no setor para a atual safra de café, que deve ser beneficiada pelo grande volume de chuvas no início deste ano. O Instituto de Economia Agrícola estima que a safra 2022/2023 deverá chegar a 4,8 milhões de sacas – mais de 290 mil toneladas –, aumento expressivo de 9,2% em relação à temporada anterior.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Antonio Junqueira, enfatizou a importância da competição na cafeicultura e o potencial da safra paulista. “O objetivo da gestão estadual é agregar valor ao café regional e divulgar a diversidade de sabores e aromas das variedades produzidas nas lavouras paulistas, o que gera valor para toda a cadeia”.

Assim, o concurso é um instrumento para reconhecer o sucesso e a dedicação de quem investe em pesquisa, extensão rural, respeito ao meio ambiente e manejo sustentável para obter os melhores grãos. A produção do café em São Paulo teve expansão de quase 10% na estimativa da produtividade média do estado e, de janeiro a abril de 2023, registrou US$ 232 milhões em exportações.

Publicidade

Como participar

O Concurso Estadual Qualidade do Café São Paulo tem como foco o aumento de emprego e renda na cafeicultura familiar. Também promove e divulga os cafés do estado para o mercado interno e externo, integra cooperativas e associações, fortalece o produto dentro e fora do Brasil, estimula demanda por tecnologia no campo e identifica diferentes qualidades de café nas regiões produtoras.

O concurso é aberto a todos os cafeicultores paulistas – a inscrição é gratuita. Os participantes devem submeter amostras para avaliação de especialistas em uma degustação às cegas. A última edição reuniu cerca de 200 amostras e, neste ano, a meta é ultrapassar a marca de 500 inscritos.

Publicidade

O prazo final para entrega das inscrições e amostras dos cafés nas Coordenadorias de Assistência Técnica Integral (CATIs) Regionais é 15 de outubro. As amostras serão codificadas após inserção dos dados cadastrais em um sistema informatizado, que ficará em sigilo até a classificação final.

A premiação será distribuída da seguinte forma: categoria 1 – Coffea arabica convencional preparado por via seca (café natural); categoria 2 – Coffea arabica convencional preparado por via úmida (café cereja descascado e/ou despolpado); categoria 3 – Coffea arabica convencional preparado via fermentação induzida; e categoria 4 – Coffea arabica orgânico, independente de processo de preparação.

Publicidade

Todas as amostras com nota mínima de 80 pontos, de acordo com a pontuação de qualidade global de cada categoria, vão receber certificados e integrar a Edição Especial dos Melhores Cafés de São Paulo, com divulgação no site da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Fonte: Portal do Governo de SP

Publicidade

Leia também:
+ Inscrições abertas para o 33º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade Sustentável do Café

Publicidade

Siga o Portal de Pinhal no Google News e receba alertas sobre as principais notícias.